"O nascimento do pensamento é igual ao nascimento de uma criança: tudo começa com um ato de amor. Uma semente há de ser depositada no ventre vazio. E a semente do pensamento é o sonho. Por isso os educadores, antes de serem especialistas em ferramentas do saber, deveriam ser especialistas em amor: intérpretes de sonhos."
( Rubem Alves )

Seguidores

quinta-feira, junho 28, 2012


Trabalhando com poesia!!!

2
  •       Lê a poesia com atenção:

               Procura-se

 Procura-se algum lugar no planeta                                 
 onde a vida seja sempre uma festa                                      
 onde o homem não mate
 nem bicho nem homem
 e deixe em paz
 as árvores na floresta.
 Procura-se algum lugar no planeta
 onde a vida seja sempre uma dança
 e mesmo as pessoas mais graves
 tenham no rosto um olhar de criança. 

 Menino que mora num planeta
 azul feito calda de um cometa
 quer se corresponder com alguém
 de outra galáxia.
 Neste planeta onde o menino mora
 as coisas não vão tão bem assim:
 o azul está ficando desbotado
 e os homens brincam de guerra.
 É só apertar um botão
 que o planeta Terra vai pelos ares...
 Então o menino procura com urgência
 alguém de outra galáxia
 pra trocarem selos, figurinhas
 e esperança.

 Habitante de outra galáxia
 aceita corresponder-se com o menino
 do planeta azul.
 O mundo deste habitante é todo
 feito de vento e cheira a jasmim.
 Não há fome nem há guerra,
 e nas tardes perfumadas
 as pessoas passeiam de mãos dadas
 e costumam rir à toa.
 Nesta galáxia ninguém faz a morte,
 ela acontece naturalmente,
 como o sono depois da festa.
 Os habitantes não mentem
 e por isso seus olhos
 brilham como riachos.
 O habitante da outra galáxia
 aceita trocar selos e figurinhas
 e pede ao menino
 que encha os bolsos de esperanças,
 não só os bolsos, mas também as mãos,
 e os cabelos, a voz, o coração,
 que a doença do planeta azul
 ainda tem solução.



                                Compreendendo a poesia:

    • Como deve ser o lugar que está sendo procurado no Planeta?
    • Como deve ser a vida no Planeta?
    • Como está o Planeta Azul?
    •  O que o menino procura? Para quê? 
    • Como é o mundo do habitante da outra galáxia?
    •  O que pede o habitante da outra galáxia? 
    •  Por que o habitante da outra galáxia pede ao menino que encha os bolsos, as mãos e o coração de esperanças?
    •  Na tua opinião, o que é preciso fazer para salvar o nosso Planeta?
Com criatividade e imaginação escreve outro final para a poesia (uma estrofe de 4 a 8 versos).

                    

                                       

2 comentários:

Célia Fonseca disse...

Atividade excelente. Sou professora de português e vou aplicar essa atividade com os meus alunos do 6º ano. Obrigada pela sua contribuição no gênero poesia.
Um abraço Célia Regina- Petrolina

Gracita disse...

Olá Elisete. Cheguei através do blog da Patrícia Galis onde ela divulgou seu cantinho. Gostei muito do seu espaço e já estou te seguindo. Também sou educadora e amo poemas. Tenho alguns blogs e deixo aqui um convite. Apareça para conhecer.
http://gracitamensagens.blogspot.com.br - neste espaço eu posto poemas meus e de outros poetas e poetisas.
http://gostusorasesabores.blogspot.com.br - educativo
http://lereaprendersorrindo.blogspot.com.br - educativo
Será uma honra recebê-la.
esta sugestão de atividade é um show. Parabéns!
Um abraço
Gracita

Postar um comentário

"SEM A CURIOSIDADE QUE ME MOVE, QUE ME INQUIETA, QUE ME INSERE NA BUSCA, NÃO APRENDO NEM ENSINO." Paulo Freire"
Adoro receber visitas e comentários. Obrigada pelo carinho.