"O nascimento do pensamento é igual ao nascimento de uma criança: tudo começa com um ato de amor. Uma semente há de ser depositada no ventre vazio. E a semente do pensamento é o sonho. Por isso os educadores, antes de serem especialistas em ferramentas do saber, deveriam ser especialistas em amor: intérpretes de sonhos."
( Rubem Alves )

Seguidores

quarta-feira, agosto 15, 2012


A Margaridinha Branca

0


        Margaridinha Branca dormia na sua casa embaixo da terra. Um dia, bateram à sua porta:
        _ Toc... toc... toc... Margaridinha sou a Chuva! Quero entrar na sua casa!
        _ Não, não, Dona Chuva. Vou ficar toda molhada.
        A Chuva foi-se embora. A Margaridinha continuou dormindo. Passou o tempo. Bateram outra vez à sua porta:
        _ Chu... chu... chu... Margarida sou o Vento! Quero entrar na sua casa!
        _ Não, não, Senhor Vento. Vou ficar despenteada.
        O Vento foi-se embora. A Margaridinha continuou dormindo até ouvir outro barulho.
        _ Flap... flap... flap... Margarida sou o Sol! Quero entrar na sua casa.
        _ Não, não, Senhor Sol. Vou ficar toda queimada.
        O Sol foi-se embora. A Margaridinha continuou o seu sono.
        Mas, um dia, ela escutou três vozes alegres:
        _ Toc... toc... chu... chu...flap... flap... Margarida somos a Chuva, o Vento e o Sol! Viemos buscar você para ver a primavera!
        A Chuva pegou a mão direita da Margaridinha, o Sol pegou a mão esquerda, o Vento soprou de mansinho e... Ó maravilha! Margaridinha estava num jardim cheio de flores. As crianças e os pássaros cantava:
        "A primavera chegou... A primavera chegou..."
Sara Conne Bryant

0 comentários:

Postar um comentário

"SEM A CURIOSIDADE QUE ME MOVE, QUE ME INQUIETA, QUE ME INSERE NA BUSCA, NÃO APRENDO NEM ENSINO." Paulo Freire"
Adoro receber visitas e comentários. Obrigada pelo carinho.